LiveZilla Live Help
23 de Mar de 2017

Seminário discute cooperação entre Brasil e Japão em PI

O aprimoramento na cooperação em PI entre Brasil e Japão poderá estimular parcerias e negócios entre os dois países. Esta foi uma das mensagens principais de evento sobre o tema, realizado em São Paulo, no dia 16 de março. Durante o Seminário de Cooperação em Propriedade Intelectual entre Brasil e Japão, também foi assinado o acordo para realizar um programa piloto de Patent Prosecution Highway (PPH) entre os dois países.

A abertura do evento foi realizada pelo presidente da Organização para o Comércio Exterior Japonês (JETRO, na sigla em Inglês) em São Paulo, Atsushi Okubo. Em seguida, o evento contou com a apresentação de três convidados de honra: Yoshinori Komiya (presidente do Escritório Japonês de Patentes - JPO); Igor Nazareth (secretário substituto de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDIC); e Luiz Otávio Pimentel (presidente do INPI).

Em seu pronunciamento, o presidente do INPI destacou que Brasil e Japão apresentam mais de um século de boas relações e que, em PI, a parceria será importante para o aprimoramento de um campo que vem ganhando importância no Brasil. Isso porque a Propriedade Intelectual garante a proteção dos investimentos em inovação, o que demanda serviços de alta qualidade e maior agilidade por parte do INPI. Para alcançar este objetivo, Pimentel destacou medidas em andamento como a contratação de examinadores, a automação dos serviços e a revisão de procedimentos internos, bem como a necessidade de reestruturação da carreira do Instituto - ações que contam com apoio do MDIC, como destacou Igor Nazareth.

O seminário contou ainda com uma palestra sobre o papel da PI na economia brasileira e a expectativa quanto ao PPH entre Brasil e Japão, realizada por Carlos Eduardo Abijaodi, diretor de Desenvolvimento Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Abijaodi destacou que a indústria brasileira reconhece cada vez mais a importância da PI, como elemento essencial para a competitividade, e que a CNI defende medidas para o aprimoramento do INPI. Neste contexto, ele destacou que a parceria entre Brasil e Japão terá impacto positivo em inovação e tecnologia.

Também foram realizadas palestras sobre desenvolvimento de produtos e atividades de PI no Brasil, feita por Marcos Bento, gerente geral da Honda South America, e um resumo geral do PPH, por Kazuyuki Miura, diretor de Cooperação Internacional do JPO.

Antes do seminário, representantes do INPI e do JPO se reuniram para discutir temas como boas práticas de gestão e qualidade nos exames, além da extensão da parceria entre as instituições.


Fonte: http://www.inpi.gov.br/noticias/seminario-discute-cooperacao-entre-brasil-e-japao-em-pi/view